Assessoria de Imprensa vale à pena?

Escrito por Vinicius Soares

Antes de mais nada, é bem importante dizer que um job de assessoria de imprensa não é a compra de um espaço reconhecido a fim de divulgar sua carreira. É vital ter em mente que os espaços editoriais de blogs, sites, jornais, revistas, rádios e tvs precisam ser conquistados. Quem define o que entra em cada página é a equipe do veículo de comunicação – e não você ou a assessoria de imprensa, ok?

Um bom serviço de assessoria de imprensa pode te ajudar a estabelecer uma reputação no mercado, aumentar a visibilidade e o que todo músico deseja, ampliar o leque de oportunidades profissionais. O papel de uma assessoria é apresentar aos jornalistas uma informação relevante para a audiência daquele veículo. Se essa mensagem tiver o apelo certo, uma boa história e o timing adequado, provavelmente vai despertar o interesse do repórter para que ele escreva sobre sua carreira musical.

Uma assessoria de imprensa tem a função de extrair de você o conteúdo certo, com o formato ideal, capaz de atrair a atenção de veículos de comunicação. Um bom assessor possui trânsito fácil em diversas mídias e por isso é uma pessoa hábil para conseguir a exposição que sua carreira precisa.

Deu pra perceber que usar esse estímulo de marketing é uma grande vantagem, não é?

Quando usar assessoria de imprensa?

É importante usar a assessoria de imprensa quando seu trabalho musical precisa provar seu potencial para o público, possíveis parceiros e o mercado de forma geral. Uma das melhores formas de se fazer isso é estar presente nos espaços editoriais da mídia. Porém, falar da sua banda, do seu CD, da sua carreira, não é notícia.

Você deve verificar se está apto a contratar esse serviço, quando enxerga ao seu redor conteúdos que possuem chances de se converterem em notícias ou algum gancho que atraia a atenção de um público.

É possível por exemplo, posicionar o vocalista de uma banda como um porta-voz para assuntos específicos. Imagine encaixar sua história de esportista em uma matéria que trata sobre o tema, como aconteceu com o Fildzz da banda Aliados na reportagem abaixo?

Para tentar descobrir se o que você quer divulgar é notícia, se pergunte: “essa informação é importante somente para mim ou para o público em geral? ” Só vai ganhar espaço editorial o que for relevante para o público do site, blog, revista, jornal, rádio ou TV.

Fotos e materiais promocionais

Nem sempre as equipes de sites e jornais têm disponibilidade para fotografar ou filmar todas as pessoas que entrevistam. Tenha sempre em mãos um material fotográfico de qualidade e vídeos que possam ser usados na promoção da sua carreira.

Dicas para produzir uma boa foto para a mídia:

1. Deixe as imagens com alta resolução – mín. de 300 dpi;

2. Use a criatividade.  Nada de fundo monocromático, como cara de foto 3×4. Escolha um cenário interessante;

3. Aproveite a luz do dia, que costuma deixar as fotos mais bonitas e evita a necessidade de flash;

4. Aposte na descontração na hora de fazer a pose – e sorria.

Vídeos

1. Tenha em mãos um vídeo release contando sua história e relação com o trabalho musical. Veja como o cantor gospel Fredy Miller fez, abaixo:


2. É importante também que você tenha um clipe musical com imagens de sua performance artística, como o da banda Redlight DC:

Quanto mais números e dados, melhor

Sempre que possível, recheie a sua história com números. Ao invés de simplesmente dizer que sua banda lançou um single, por exemplo, informe quantas mil visualizações já teve em um determinado período de tempo no You Tube. Fornecer números vai contextualizar a sua mensagem e torná-la ainda mais relevante.


Assessoria de imprensa não é apenas para músicos famosos

Um dos pensamentos errados que alguns músicos cultivam é o de somente cogitar o trabalho de assessoria quando seus trabalhos forem populares. Músicos independentes, de nicho, podem e devem usar esse recurso. Como você viu nesse artigo, ter um bom conteúdo que envolva sua carreira em um contexto popular é o que mais interessa.

Isso não é privilégio apenas de artistas conhecidos.

Como contratar?

O Google certamente te dará inúmeras opções de empresas que prestam esse serviço. O mais importante é que você verifique histórico profissional e casos de sucesso de cada uma. Se uma empresa que presta o serviço de assessoria de imprensa não consegue “se vender” através do seu próprio conteúdo, dificilmente o fará com você.

Assuma o risco

Investir em assessoria de imprensa é sempre um risco, como tudo nessa vida. E, como um artista independente, você bem sabe que os riscos – muitas vezes – valem a pena. Há casos em que uma inserção em um site pequeno e segmentado traz enorme repercussão. Já outra, em jornal de abrangência nacional, pode não trazer o resultado esperado. E o contrário também acontece. Assessoria de imprensa, especificamente, não é uma ciência exata.

É um investimento de risco, que, em muitos casos, dá muito certo.

Sobre o autor

Vinicius Soares

Vinicius Soares é músico profissional, consultor de Marketing Musical, palestrante e criador da Palco Digital, marca que dá nome a um site, uma empresa de consultoria e um curso online focado em estratégia digital que já impactou quase 1.000 músicos dentro e fora do Brasil.

Já palestrou em grandes eventos do mercado ao lado de marcas como Vevo, Napster, Catarse, CDBABY dentre outras. Foi vencedor do Prêmio Profissionais da Música, uma das principais premiações do mercado musical brasileiro e fez parte de um dos painéis oficiais do Social media Week, maior evento sobre mídias sociais da América Latina.

Deixe seu comentário